terça-feira, 15 de agosto de 2017

A importância do Powerhouse


Quando Joseph Pilates criou o método ele definiu powerhouse, como o centro de força. Ele é composto por músculos profundos e estabilizadores, que são: reto abdominal, oblíquos, transverso do abdômen, multifídos, glúteo máximo, assoalho pélvico e diafragma. Para realizar os exercícios essas musculaturas devem está ativadas, contraídas, a fim de ter uma boa execução do movimento, deixando o centro o mais estável possível. Dessa forma vamos ter músculos estabilizadores fortes, formando bases sólidas para realizar as atividades do dia a dia com o menor risco de lesão possível. Os benefícios são muitos, as dores vão diminuir, vai ter uma melhora na postura e no equilíbrio. 
É de extrema importância que o instrutor explique e ensine ao aluno como ativar o powerhouse no início das aulas, esse aprendizado é algo gradativo, vai ser construído nas primeiras aulas. Associar a respiração com a contração do powerhouse é o jeito mais fácil de compreensão e aprendizado, então é orientado que o aluno em qualquer posição mantenha a coluna neutra (mantendo a curvatura fisiológica), faça um inspiração pelo nariz e quando for realizar o momento da força, solte o ar pela boca, colocando o umbigo para dentro e para cima. O comando de “prender o xixi”, “ativar o glúteo”, “fechar as costelas”, também vão contribuir na ativação do power house e na estabilização da coluna.
Com a conscientização do aluno essas contrações vão começar a fazer parte do seu cotidiano, e os benefícios vão começar a aparecer.
Francielle Macêdo (209617-F)
Fisioterapeuta
Instrutora de Pilates na Oficina de Pilates
Oficina de Pilates - Rosana Drummond: (71) 3022-8448 | 4141-2420

terça-feira, 8 de agosto de 2017

As diferenças entre o método Pilates e a musculação


Pilates é um método de condicionamento total do corpo que enfatiza o equilíbrio, concentração, controle, respiração e movimentos fluídos. O seu objetivo é o reequilíbrio muscular, melhora da postura e definição dos músculos sem hipertrofia e sem sobrecarga articular, além de garantir mais flexibilidade, força, tônus muscular, consciência corporal, energia e concentração, o Pilates trabalha músculos específicos (músculos profundos e altamente resistentes) que na musculação você não trabalha.
O Pilates vem para corrigir alguns vícios posturais, pois trabalha a flexibilidade e resistência sendo também fundamental na prevenção de lesões. Seus resultados são mais lentos devido à execução dos exercícios que exigem uma maior concentração, uma vez que os movimentos são mais complexos que os da musculação.
O método tem como carga as molas ou o peso do corpo, não traz hipertrofia dos músculos, não é trabalhado em grupos, salas cheias, aulas pré-determinadas ou uma ficha de exercícios como na musculação. As aulas são feitas com no máximo 04 (quatro) alunos por hora e com um profissional acompanhando cada movimento.
A musculação exercita grandes grupos musculares localizados superficialmente, bom para quem quer resultados rápidos por promover o aumento da massa muscular em pouco tempo. As aulas (treinos) são pré-determinada através de ficha de exercícios.
Para quem gosta muito de fazer exercícios físicos poderá fazer as aulas de Pilates e as de musculação desde que ocorra uma alternância entre eles, garantindo o aumento da massa muscular e mantendo estes músculos através do Pilates.

Mércia Leonora Santos (142283-F)
Fisioterapeuta
Instrutora de Pilates da Oficina de Pilates


Oficina de Pilates – Rosana Drummond: (71) 3022-8448 | 4141-2420
#oficinadePilates #rosanadrummond #Pilates

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Benefícios do Pilates para corredores.



A corrida está ganhando muita popularidade, principalmente entre pessoas que estão procurando uma forma prática e rápida de sair do sedentarismo. Crescendo assim o número de atletas que treinam sem orientação profissional, aumentando então, os riscos de lesões.

A corrida é um esporte com movimento constante e repetitivo, que exige consciência corporal, tronco alinhado, cabeça erguida e olhos para frente, braços se movendo ao lado do corpo com movimentos para frente e para trás sem cruzar na frente do corpo, pernas alinhadas sem rotação dos joelhos e pés e também uma noção da descarga de peso exercido nos pés.

O método do Pilates, com seus sete princípios (Concentração, Centralização, Fluidez, Respiração, Precisão, Controle e Relaxamento) pode auxiliar na prevenção ou no tratamento de lesões já instaladas. Também ajudando na melhora da consciência corporal e no bem-estar físico e mental.

Os atletas só têm a se beneficiar com o método Pilates. Como?

- Na melhora da postura;
- No aumento de força e resistência muscular, sem grande aumento de massa, mantendo a leveza corporal, principalmente no grupo muscular que forma o “Power House”, também conhecido como “Core” ou “Centro de Força”;
- Na melhora do alongamento, pois com um bom alongamento há uma melhora da mobilidade articular e do gasto energético, diminuindo os índices de lesões como estiramentos e rupturas;
- No aumento da capacidade cardiovascular;
- No aumento da capacidade pulmonar: iniciando o atleta uma inspiração mais prolongada e suave, melhorando a expansão da caixa torácica assim capitando mais O2 e uma expiração mais profunda que de tal modo elimina mais o CO2. Com isso Aprimorando a troca gasosa.
- No equilíbrio muscular: os músculos agonista e antagonista precisam ser acionados de forma equilibrada para ocorrer uma harmonia no movimento.
- Na melhora da propriocepção, controle motor e consciência corporal.



Portanto, o Pilates é um importante colaborador na prevenção das lesões na corrida e um bom método no processo de recuperação de lesões nos músculos, em tendões (tendinopatias) e entre outros problemas que costumam acometer os corredores.

“Por meio dela, você adquire primeiro o controle de seu próprio corpo e depois, com repetições apropriadas dos exercícios, adquire gradual e progressivamente um ritmo natural e a coordenação associada às atividades do subconsciente. Esse ritmo verdadeiro e o controle são observados tanto em animais domésticos como em animais selvagens, sem exceções conhecidas.” (Joseph Pilates e Willian John Miller (1945) – O retorno a vida pela contrologia).

Fernanda Guimarães Nunes da Silva
Fisioterapeuta
Instrutora de Pilates da Oficina de Pilates. 

Oficina de Pilates: 3022.8448 | 4141.2420
#oficinadepilates #porquepilates #pilates

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Pilates na gravidez



Durante a gravidez o corpo materno sofre algumas alterações de acordo com o crescimento do útero e das mamas, o que provoca mudança do centro de gravidade para frente. Isso somado com a rotação anterior da pelve e o aumento da elasticidade geram o surgimento de uma hiperlordose, provocando dores musculoesqueléticas como a lombalgia. Todas as articulações recebem ação do aumento da elasticidade, gerando uma hipermobilidade articular. Essa hipermobilidade também atua no assoalho pélvico, que suportando o peso do útero, acaba descendo em média 2,5cm na gravidez.

O assoalho pélvico são músculos localizados na região entre as pernas, parece uma “cama elástica”. Ajudam a sustentar a bexiga, o útero e o intestino e controlam o fechamento do ânus, da vagina e uretra. Por isso é de extrema importância o seu fortalecimento para o parto normal.

As gestantes a cada dia tem se preocupado em se preparar para o parto normal e o Pilates é um excelente aliado para essas mulheres. O Pilates irá fortalecer toda a musculatura do corpo, o que diminui as dores musculares, assim a mamãe vai se movimentar com mais facilidade e vai melhorar a sua disposição, podendo realizar as duas atividades do dia-a-dia sem dificuldade. Durante a prática do Pilates será ensinado realizar a contração do assoalho pélvico, com o seu fortalecimento ele irá ter um trabalho eficiente na hora do parto, diminuindo o risco de lesões para a mãe.

O Pilates também gera outros benefícios com:
·         Combate a dor e o desconforto nas costas;
  • Maior controle sobre o peso;
  • Melhor condicionamento físico;
  • Melhora a respiração;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Maior oxigenação do bebê.


Além disso, O Pilates  também auxiliará a gestante no período pós-parto, facilitando o retorno mais rápido do abdômen, e diminuindo a flacidez característica deste período.

Francielle Macêdo (209617-F), Fisioterapeuta pela Faculdade Bahiana de Medicina e Saúde Pública, curso de formação em Pilates e monitora do Instituto Brasileiro de Pilates, pós graduanda em Urofisioterapia e obstetrícia pela IDE Cursos

Oficina de Pilates: 3022.8448 | 4141.2420

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Benefícios do Pilates para a constipação



A constipação funcional é um transtorno caracterizado pela dificuldade persistente para evacuar ou uma sensação de evacuação incompleta com movimentos intestinais infrequentes (a cada 3-4 dias ou mais), em ausência de sinais de alarme ou causas secundárias.
A constipação funcional pode ter diferentes causas, que vão desde mudanças na dieta, atividade física e estilo de vida, até disfunções motoras primárias produzidas por miopatia ou neuropatia colônica. A constipação também pode ser secundária a um transtorno de evacuação como a contração paradoxal do assoalho pélvico ou um espasmo involuntário do esfíncter anal.
Uma avaliação médica e o correto diagnóstico indicarão o melhor tratamento a ser empregado. Existem evidências de que o exercício físico, uma dieta rica em fibras e a ingesta hídrica adequada são protetores contra a constipação.
Tendo em vista esses fatos, algumas atitudes no nosso cotidiano podem ajudar a combater esse problema:

- Tenha hábitos alimentares saudáveis, coma frutas, verduras, folhas, varie os alimentos durante a semana, monte um prato bem colorido, rico em nutrientes;
- Pratique exercícios físicos regularmente, ao menos três vezes na semana;
- Mantenha uma ingesta adequada de líquidos (30 a 50ml/kg/dia);
- Crie uma rotina de horário para evacuar, de preferência ao acordar ou após as refeições devido à ajuda dos reflexos ortocólico e gastrocólico;
- Respeite o desejo evacuatório, ao sentir vontade de ir ao banheiro, não deixe para depois, isso causará maior ressecamento das fezes;
- O posicionamento ao sentar no vaso sanitário também é importante, veja na figura.

O Método Pilates por trabalhar com ênfase e ativação constante do Power House, que é o centro de força do corpo, representado pelos músculos diafragma, transverso abdominal, assoalho pélvico e a musculatura profunda da coluna, também pode contribuir no tratamento da constipação.
Procure orientação com os profissionais de saúde certos e tenha uma vida mais saudável e feliz.

Rosana Drummond
Fisioterapeuta 
Instrutora de Pilates
Proprietária do estúdio Oficina de Pilates
Especialista em Fisioterapia em Uroginecologia e Fisioterapia na DTM e pós-cirúrgico em Bucomaxilofacial

Oficina de Pilates: 3022.8448 | 4141.2420
#oficinadepilates #porquepilates #pilates

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Pilates como fonte de saúde


Atualmente, atividade física é um tema em destaque devido a sua importância na manutenção de uma boa qualidade de vida, na saúde, na estética, nas influências que exerce na atividade mental, entre outros. Novas atividades e modalidades surgem na tentativa de cativar os indivíduos a fim de torná-los praticantes de atividade física.

Tradicionalmente, tem-se enfatizado a importância da realização de exercícios aeróbicos contínuos para obter melhorias no sistema cárdio-respiratório. Porém, têm sido também demonstrada a necessidade do treinamento contra-resistência para proporcionar efeitos benéficos sobre a saúde.
O método Pilates é uma das mais novas formas de atividade física que visa tanto prevenir lesões como parte do treinamento e para acelerar o processo de recuperação de atletas, ou para obter uma melhor qualidade de vida.

O principal foco do Pilates na estrutura e na função física do corpo humano é auxiliar a pessoa a readquirir e fortalecer seu padrão postural no mais próximo do ideal, com efeitos paralelos que aperfeiçoam a flexibilidade muscular e articular, a força e resistência muscular, tornando o corpo o mais próximo possível de sua simetria.

Além destes efeitos, tem-se também efeitos psíquicos que envolvem melhorias na concentração, no humor e, principalmente, na auto-estima da pessoa no decorrer da prática do método.

Mércia Leonora Santos (142283-F)
Fisioterapeuta
Instrutora de Pilates

Oficina de Pilates: 3022.8448 | 4141.2420
#oficinadepilates #porquepilates #pilates

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

O papel do instrutor no método Pilates


O profissional que se propõe a dar aula de Pilates tem que ter formação de nível superior nas áreas de fisioterapia, terapia ocupacional, educação física ou dança, para assim realizar a formação no método Pilates.
Ao primeiro contato com o aluno o instrutor necessita realizar uma avaliação com a finalidade de conhecer o perfil desse aluno, possíveis patologias, objetivos do aluno quanto ao método para depois traçar um plano de aula individual onde o instrutor irá se atentar a localizar qual o ponto chave a ser trabalhado contudo sem deixar de olhar o indivíduo como um todo.
Durante a aula o instrutor tem que ter a sensibilidade de perceber qual a melhor forma de passar o exercício para cada aluno, podendo ser por comando verbal e/ou visual. Faz-se importante a atenção deste aluno durante toda a aula para que não haja uma execução errada do exercício passado, estar atento às limitações frente ao grau de dificuldade de cada exercício, observar a respiração adequada bem como a contagem das repetições e pausas entre as séries; também explicar em como os exercícios irá favorecer a melhora e manutenção da saúde.
Outro ponto importante no papel do instrutor no método Pilates é o vínculo que deve ser estabelecido entre aluno e instrutor, visto que muitos alunos utilizam o método como uma válvula de escape para o estresse do dia a dia e assim busca no studio um local de socialização, cabendo ao instrutor saber mediar para que não haja interferência na aula e acolher este aluno para que se sinta bem no ambiente que ele escolheu para a prática do método.
Talita T. V. Fernandes
Terapeuta Ocupacional (12909-TO)
Instrutora de Pilates
Oficina de Pilates: 3022.8448 | 4141.2420
#oficinadepilates #porquepilates #pilates